Postagens

Espanha

às vezes parece que foi um sonho. ao perceber, só hoje, que eu não tinha escrito nada sobre este evento da minha vida que ocorreu há quase dois anos, me ocorreu por alguns instantes que tudo poderia ter sido invenção da minha cabeça. Mas os registros visuais provam que tudo foi tão real quanto efêmero.
enfim eu estava lá. a poucos metros do pátio que me levava ao palácio real de Madrid. e pensar que eu estava lá por uma decisão que tomei num lapso de dois minutos, em uma agência de viagens em Copacabana. foi tudo surreal, do jeito como a vida às vezes deve ser.
Sempre costumo escrever sobre estes eventos maiores, shows, viagens, mudanças. Mas falar da Espanha nunca levou tanto tempo.
E acho, que diferente das outras vezes, não vou me estender, contando cena por cena, até porque, se fosse assim, este teria que se transformar num um texto parcelado em, pelo menos, uns seis episódios.
Cada cidade por qual passei, mesmo que tão rapidamente, merece mesmo um capítulo à parte. Por hora, alg…

Coincidências com a Globo

Imagem
Na Rua

Devia ser meados de 2009. Ou algo assim. Eu tinha duas horas de almoço e não dava tempo de ir pra casa, então eu comia em qualquer restaurante barato em meia horinha e o restante do tempo eu ficava andando na rua sem rumo, esperando meu intervalo acabar.

Ser mulher

Nenhum homem, nenhum bicho, nenhuma criança
Sabe ou vai saber
A dor e a delícia de ser uma mulher
Nenhum deles experimentará
O sentimento pulverizante e nada ortodoxo de flagrar-se feminino,
Sintomas de tristeza incompreensíveis, sem razão
Quando a mulher quer, ela faz de um tudo
Quando a mulher não sabe, ela simplesmente sabe
Quando a mulher não quer, ela simplesmente não quer
Não há porquês, não há razão, não há nada no mundo que fará mudar isso
Amanhã é outro dia, e ela vai sentir outras coisas.
Quando a mulher sente, não há explicação científica no mundo que comprove o contrário
Quando a mulher fere, ela não se abala
Quando a mulher sangra, o universo todo estremece
Um grito interno interfere no silêncio da natureza
Um ser místico que vê a magia com naturalidade
Porque sua sensibilidade é inexplicável
A mulher mesmo não entende
Mas aceita seu eu mulher
Em toda sua complexidade

Quando a vida, enfim, muda

O final feliz é tão sagrado quanto os recomeçosAté porque ele não deixa de ser um
E foi isso que eu aprendi até aqui.
Descobrir São Paulo lentamente,  Porque levar-se-ão anos para descobrir uma que é das maiores cidades do mundo. Descobrir o amor continuamente Encarar os desafios de um dia a dia De uma rotina, de uma convivência Descobrir os próprios defeitos com mais ênfase Descobrir-se no outro, como um espelho Descobrir os entremeios da felicidade Tudo o que ela esconde, tudo o que ela oferta Descobrir novos anseios E então descobrir-se de uma maneira única,  Extremamente humana, Extremamente inexata.
Sintomas da vida real.

Plenitude

Aquela vaga
Rara
Sensação

De quando o coração está cheio
E a serenidade envolve seu espírito
Nem que seja
Por breves minutos
Preciosos minutos
Precioso tempo

Em que tudo se encaixa
Em que tudo está em paz
E o que estava fora de percurso
Já não importa

Porque a Gratidão ao Divino
Fala mais alto
E nossa alma está com Deus

Oração

Faço essa pequena prece
Para pedir-te nela somente uma coisa
Não deixeis que eu me afaste de ti.

Que eu não me disperse
Que eu não me distraia

Porque eu sei que o meu único norte
Meu único caminho para a felicidade
É o Senhor.

Do sentir se amada

Eu não tenho as palavras,
Porque um vocabulário inteiro não seria suficiente pra dizer
O quanto eu Te agradeço por tudo que fizeste por mim.

Primeiramente dar me a Vida,
E através dela, receber tantas bençãos
Inúmeras bençãos,
Infinitas graças Vos dou
Porque Tu és o meu Rei,
És o meu Pai, Todo Poderoso,
Criador de tudo o que há
E que me Amou

Eu só quero retribuir esse Amor mais e mais
De forma que Tu se alegre
E que eu esteja sempre Contigo

Obrigada pelos bons e maus momentos
Todos eles que me permitem estar sempre próxima de Ti.


Adendo

Eu estou em lágrimas, olhando pela janela o céu noturno
Inúmeros prédios pelo horizonte
Tímidas estrelas gotejam pelo firmamento

A emoção vem à tona
Porque uma hora ela inevitavelmente viria.

Não tem como não reconhecer
A abençoada fase que estou vivendo
Depois de tanta, tanta coisa vivida.

A Vida, enfim, sempre será um ciclo de voltas e reviravoltas
E quando eu caí, eu olhei pro Céu
E hoje estou no alto
Olhando com fé disposta, renovada
A Fé que eu busquei,
A Fé pela qual interpel…